Principais erros encontrados nos currículos

Quer aumentar as suas chances de conseguir um trabalho? Então tome muito cuidado com os erros no currículo, pois eles podem sabotar você.

Afinal, com tantos candidatos para avaliar, nenhum recrutador quer perder tempo com documentos mal feitos.

Por isso, dizer que um bom currículo ajuda a conquistar o emprego dos sonhos não é exagero.

Tenha em mente que alguns dos problemas citados aqui podem fazer com que o recrutador crie uma má impressão do seu perfil. De maneira que distorcerá a sua real capacidade para assumir a vaga, te eliminando do processo seletivo.

Pode parecer um assunto batido, mas elaborar um currículo sempre gera dúvidas. Seja você um profissional experiente ou marinheiro de primeira viagem, há sempre um dilema quanto ao que colocar e como causar uma boa impressão

Com base nisto listamos os maiores erros no currículo  cometidos na hora de elaborar um currículo e que podem estar te atrapalhando na busca por um emprego.

 

  • Erros de gramática

Não adianta preencher todos os pré-requisitos, como graduação, cursos de especialização e experiência na área, se na hora de elaborar o currículo o candidato cometer erros básicos de português.

Não usar a norma culta da língua também é outro fator que contribui com uma impressão negativa por parte do recrutador. O mesmo vale para problemas de digitação. Por isso, é imprescindível que o candidato faça uma revisão em todo o conteúdo do currículo – e não apenas confie no corretor ortográfico do Word – antes de compartilhar o documento com as empresas.

  • Tamanho exagerado

É importante ter em mente que, dependendo da vaga que você vai se inscrever, a concorrência pode ser enorme. Um recrutador recebe uma média de 30 a 50 currículos por vaga, desses, 5 a 10 candidatos chegam a participar de uma entrevista com o recrutador. Currículos muito longos só dificultam a localização de informações importantes.

Além disso, fazer um currículo com mais de uma página, principalmente quando o cargo que está sendo disputado é destinado a um perfil aprendiz (que não se espera tanta experiência e informações do profissional) só aumenta as chances de o documento ser descartado.

  • Nada de se gabar

 Se o objetivo é destacar suas características, busque fazer isso ao priorizar informações objetivas, tais como experiência, resultados alcançados e projetos liderados. Aproveite o momento de contato da entrevista para potencializar as habilidades profissionais.

  •  Informações pessoais desatualizadas

 Por mais simples que pareça, é muito comum o recrutador receber currículos com número de telefone e e-mail desatualizados. Facilmente esse currículo é descartado, diminuindo as chances desse
candidato participar do processo seletivo e, consequentemente, de ser contratado.

  •   Fotos inadequadas ou Grandes

 Apesar de não ser tão comum, às vezes é interessante ter a foto. Se a ideia do candidato é associar sua imagem com o perfil profissional que ele construiu, como quem quer colocar uma marca ao seu currículo, pode ser uma boa ideia colocar foto.

 Algumas áreas em específico veem como diferencial o uso da foto. Nesses casos, dê preferência a fotos sóbrias, em formato 3×4, com fundo neutro, roupas adequadas . E claro, em boa qualidade.

  • Falta de foco

A dificuldade para encontrar um emprego pode fazer com que o candidato aposte em diversas áreas de atuação para tentar uma oportunidade. Para economizar tempo, as pessoas costumam elaborar um      currículo e disparar para várias empresas. O problema disso é que o documento acaba ficando sem foco e o campo “objetivo”, muito genérico.

 

 

Gostou da leitura? Aqui na Impactus lhe preparamos para que alcance as melhores vagas, inclusive com o curso de elaboração de currículo acesse: https://impactusmt.com.br/produto/elaboracao-de-curriculum/ e confira!

 

Compartilhar este post

Precisa de ajuda? nos chame no Whatsapp.