Setembro Amarelo

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio em algum lugar do mundo. Ou seja, em um ano, mais de 800 mil pessoas perdem sua vida dessa maneira. Dados levantados pela instituição em 2016 também apontam que suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos.

Como surgiu?

O Setembro Amarelo teve origem nos Estados Unidos, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos cometeu suicídio, em 1994. Ele era um rapaz habilidoso que reformou um Mustang 68 e o pintou de amarelo. Os pais do menino não perceberam que ele sofria de sérios problemas psicológicos e, por isso, não conseguiram evitar sua morte. No dia do velório, cartões decorados com fitas amarelas com a frase: “se você precisar, peça ajuda”, chegaram as mãos de pessoas que realmente precisavam de ajuda. Assim, os pais, Dale e Darlene Emme, foram os precursores  do programa de prevenção de suicídio “fita amarela”, ou “Yellow Ribbon” em inglês. Por isso, a fita amarela é o símbolo da campanha.

A ideia acabou desencadeando um movimento de prevenção ao suicídio e até hoje o símbolo da campanha é uma fita amarela.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar.

Depressão

A depressão é uma doença psicológica que afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo umas das principais causas de incapacitação ao longo da vida e um dos principais fatores que desencadeiam o suicídio. A depressão pode ter diferentes causas, sendo influenciada por fatores ambientais, como eventos estressantes, conflitos, perdas; biológicos, como predisposição genética; além de fatores psicológicos. Dentre os sintomas da depressão podemos citar:

  • Humor depressivo;
  • Isolamento social;
  • Ansiedade;
  • Sintomas físicos como cansaço, mal estar e taquicardia;
  • Alterações no sono e no apetite;
  • Pensamentos recorrentes sobre morte e/ou suicídio

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 90% dos casos de suicídio poderiam ser prevenidos. Muitas vezes, o simples fato de ter com quem conversar pode mudar aquela situação. No entanto, é importante destacar que a ajuda médica e psicológica pode ser necessária para aquele indivíduo superar aquele momento.

Muitas vezes a depressão é considerada drama ou como uma forma de chamar  a atenção Não é drama, não é pra chamar atenção, nem é a falta de Deus e muito menos frescura. A depressão é uma doença psiquiátrica crônica e recorrentes que produz alterações no humor caracterizada por tristeza profunda e forte sentimento de desesperança. Nos quadros de depressão, a tristeza não dá tréguas, mesmo que não haja uma causa aparente.

Existe uma ideia muito difundida no Brasil que diz que “quem vai se matar não avisa ou tenta, apenas se mata”. Isso é completamente falso. De acordo com Luiz Scocca, metade das pessoas que tentam se suicidar realmente conseguem. Além disso, 35% das tentativas malsucedidas são realizadas de novo dentro de um ano.

O comportamento suicida é universal, não conhece fronteiras e por isso afeta a todos a pessoa que esta ao seu lado pode estar precisando ajuda, converse OUÇA sem julgar Deixe a pessoa falar sem interrupção e faça com que ela se sinta ouvida RESPONDA com gentileza e cuidado. Leve a pessoa a sério as vezes estes simples gesto pode salvar vidas.

Quando alguém que você conhece e ama está passando por esse momento delicado, você quer

estar presente para essa pessoa. Ainda mesmo assim, tenha em sua mente que seu amigo ou ente querido tem um

a condição clínica séria. Dar apoio é muito mais que oferecer o ombro para chorar. Muitas coisas podem

ser feitas para que a pessoa em quadros depressivos sintam-se melhor. Porém, o mais importante, é termos a consciência de

que o cuidado psicológico e muitas vezes psiquiátrico é fundamental para que esses indivíduos se recuperem.

 

 

 

 

Fontes:www.biologianet.com;www.tuasaude.com;https://ctlive.com.br/

Compartilhar este post

Precisa de ajuda? nos chame no Whatsapp.