Você já pensou em mentir no currículo?

Conhece alguém que já fez isso? Pode parecer loucura, mas existem pessoas que fazem isso e esquecem que existem riscos ao tomar essa decisão.

Uma das mentiras mais comuns que os recrutadores encontram nos currículos é o aumento das habilidades pessoais. Alguns profissionais de RH afirmam que a maioria diz ter inglês intermediário quando, na verdade, é básico. Também existem candidatos que afirmam saber tudo sobre a área e não possuem metade dos conhecimentos descritos no currículo.

Sabia que 85% dos candidatos mentem no currículo? E sabia que quem for pego poderia pegar até cinco anos de prisão? Veja os detalhes dessa prática tão errada e tão comum.

Seu inglês é básico, e foi assim que você listou o idioma no currículo. Falando com um amigo, ele lhe diz que colocou no curriculum vitae que tem inglês fluente. Mas o inglês dele é pior que o seu. “Todo mundo exagera nisso”, ele fala. “Se você colocar que seu inglês é básico, vai ficar para trás”.

Não deve-se mentir no currículo, pelas seguintes razões:

  • A mentira pode se voltar contra você, quando o empregador cobrar uma habilidade que você não tem.
  • Ser demitido por ter mentido pode manchar sua carreira.
  • Caso você seja pego, pode ser demitido por justa causa.
  • Você estará tomando o lugar de uma pessoa honesta que se encaixa melhor na vaga.

você acha que poderá mentir sem ser pego, pense melhor a respeito. Um estudo descobriu que 85% dos candidatos mentem no currículo. Sabe como eles conseguiram esse número? Os recrutadores descobriram mentiras em 85% dos currículos.

Antes de contratar um profissional, as empresas pesquisam informações disponíveis na internet e nas redes sociais em geral. Elas também podem pedir referências a pessoas que já trabalharam com essa pessoa para entender melhor o seu perfil e confirmar algumas informações do currículo.

Ou seja, 85% dos candidatos foram pegos mentindo no currículo. Considerando este número e assumindo que boa parte dos candidatos são honestos, fica claro que quem consegue mentir no CV e se sair bem é uma pequena minoria.

Quando um profissional participa de um processo seletivo e é descoberta uma mentira em seu currículo, esse candidato é eliminado automaticamente da seleção. E não é apenas desse processo que ele é eliminado. Ele acaba ficando com seu “nome sujo”, incluído em uma espécie de lista negra. Isso é muito ruim para um profissional porque compromete sua participação em novos processos de seleção, por isso pense muito bem ao mentir no currículo.

 

Compartilhar este post

Precisa de ajuda? nos chame no Whatsapp.